Segunda-feira, 7 de Dezembro de 2009

João e o Mestre

 

 

- Mestre…

- Sim, João?

- O que devo fazer para ser feliz?

- Para ser feliz…  e sentes-te infeliz neste momento, é isso?

- Sinto… sinto-me infeliz.

- E lembras-te…. Lembras-te do dia, da hora… em que começaste a sentir-te assim?

- Lembro…

- Então… porque não voltas atrás, até esse dia… até essa hora, João?

 

- Mestre…

- Sim, João?

- Porque são as escolhas sempre tão difíceis?

- As escolhas, João… sim… nem todas, mas muitas são difíceis…

- Fiz uma escolha difícil, mestre.

- Compreendo, João…. E foi isso que te deixou infeliz?

- Suponho que sim… antes da escolha… eu era feliz…

- Tens a certeza, João? Tens mesmo a certeza que antes da decisão… eras feliz?

- Ao menos, não me preocupava com nada, mestre… não pensava tanto como agora…

- Sim… a ignorância abre as portas de um certo tipo de felicidade, é verdade… mas não é também verdade, João, que o crescer, dói? Nunca te doeu crescer? Até fisicamente?

- Doeu sim, mestre…. Lembro-me bem…

- Algum dia preferiste não crescer….  E assim parar o sofrimento?

 

- Mestre…

- Sim, João?

- Quando eu for mais velho… assim da sua idade…. Vou deixar de ter todas estas dúvidas, todo este sentir-me infeliz por querer ter tudo…. E não poder?

- Claro que vais João, claro que vais…

- O mestre também tem dúvidas?

 

- João…

- Sim, mestre?

- Sabes… sou bastante mais velho do que tu… e tudo o que me perguntaste até agora poderia ser-te devolvido na forma de uma única pergunta…

- E como seria essa pergunta, Mestre?

- João… se não tivesses tomado essa decisão que tanto te aflige agora… conseguirias viver com o fardo de não a ter tomado? Porque a vida resume-se a muito pouco… a um mero jogo de acções e consequências… e só as acções geram consequências. Por isso te pergunto: Conseguirias viver com o fardo de não te teres aventurado na decisão que tomaste?

- Não mestre…. Não conseguiria…

- Assim pensei, João… e se pensares tu também…. Creio que é nessa resposta que terás que encontrar motivos para te sentires feliz…

 

 

publicado por entremares às 11:59
link do post | favorito
De grifoplanante a 8 de Dezembro de 2009 às 02:38
Até agora, todos os comentários foram no caminho certo da questão colocada em mais um texto bem desenvolvido pelo ROLANDO.
Como a hora tardia o justifica, vou por outro atalho.

Ao decidir criar o meu blogue, não tenho qualquer dúvida que tomei a decisão certa.
Passo aqui, diariamente horas felizes na companhia de tanta gente com qualidades que eu nem sonhara vir a encontrar!
Desenvolvo novos conhecimentos, todos os dias aprendo novas coisas, todos os dias me sinto revigorado.
Porém...embora esteja FELIZ, essa felicidade tem um preço.
O preço das coisas que deixamos de fazer e que sempre adiamos para o dia seguinte, sucessivamente.
Então, como ser completamente feliz?
Aprendendo a dosear o tempo.
Tanto num prato, tanto no outro.
Mas. ainda não encontrei maneira de tal saber.
É uma vertigem que me atrai para a blogosfera!
Ver o que tal e tal editaram. Agradecer com um comentário (breve que seja) as magníficas postagens com que nos brindam.
Procurar, dentro da minha "linha editorial", corresponder ao interesse do meu "público", sempre tentando não ter flutuações acentuadas no nível médio que é exigível manter.
E, aí, estamos no cerne da questão;
Como conseguir equilibrar o prato das OUTRAS COISAS?

O Mestre vai responder-me?

Um abraço, caríssimo Rolando.
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

.mais sobre mim

.BlogGincana


.Fevereiro 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28

.posts recentes

. O unicórnio branco

. Nascer de novo

. Noites de lua nova

. Perguntas e Respostas

. Roby, o rei leão

. Onde mora o paraíso?

. Sinais

. Um novo destino

. O profeta

. Ele e Ela

. As doze badaladas

. O salto da alma nua

. O rei morreu... Viva o re...

. Blog Gincana - Novembro

. A dúvida humana

.

. João e o Mestre

. Aniversário

. E depois do adeus

. A pimenta do amor

. O que fazer?

. Sem título

. A mulher invisível

. A escolha dos anjos

. Os amantes

. A Dama do Outono

. Um pedido

. Simplesmente Eugénio

. Carmen Miranda

. A decisão

.arquivos

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

.links

.as minhas fotos

blogs SAPO

.subscrever feeds