Quarta-feira, 16 de Setembro de 2009

A luz e as sombras...

 

 

A escuridão era imensa...e as mãos tremiam-lhe, como nunca.
Um fósforo. Um simples fósforo.
 
A escuridão, para quem nunca vira a luz... não era escuridão – era simplesmente o mundo, tão real e palpável como outra coisa qualquer. Quem já experimentara a luz... dizia que não havia palavras para explicar essa sensação; as cores, as formas, as tonalidades.
Mas ele, desde sempre convivendo com a noite negra, não sabia isso. Nem conseguia imaginar ao menos esse êxtase dos sentidos... quando riscasse aquele fósforo e dali brotasse a luz.
Teve medo. Um pânico de morte, de não saber o que iria sentir a seguir. Como seria... a luz? Como seria... o seu calor, a sua claridade? Que sensações de prazer lhe assaltariam a pele?
E, pior ainda... e se ele se viciasse nessa sensação?
E se ele se tornasse um dependente da luz? O que fazer?
 
O que fazer depois, quando o único fósforo de que dispunha... se esgotasse em cinzas e ele retornasse à eterna escuridão?
 
O que fazer?
Valeria a pena?
Compensaria um breve momento de prazer absoluto... uma possível vida inteira de torpôr, de adormecimento?
 
As mãos tremiam-lhe.
E então... lembrou-se.
Alguém que lhe dissera, depois de experimentar a luz, que “ mais valia arrepender-se depois de experimentar, do que lamentar-se de nunca o ter tentado”.
 
Vagarosamente, pegou no seu precioso tesouro.
Morreria se não o tentasse.
Morreria de desejo, de ansiedade, de uma vida por cumprir.
 
Respirou fundo.
E como quem se lança do alto do abismo... acendeu o seu fósforo.

 

publicado por entremares às 14:41
link do post | favorito
De Teresa a 16 de Setembro de 2009 às 22:46
Olá
Encontrei na BlogGincana tantos comentários elogiosos que tinha de vir espreitar aqui: afinal, o que diziam era verdade, os textos são cativantes e muito bem escritos. Acho que me vou tornar sua ouvinte.
Obrigada pelas histórias e... desejo-lhe uma caixa cheia de fósforos por experimentar!
De entremares a 17 de Setembro de 2009 às 07:36
Oi, Teresa...

Ainda não publiquei lá o meu nome porque ainda não consegui ler tudo o que queria dos outros blogs.

Adoro ir "cuscar" nos posts mais antigos, ver o que escreveram...
E ainda quero ler mais coisas do teu "óculos" para sentir com que cores vês tu o mundo...

Obrigado pela tua visita, espero que te sintas em casa, aqui a gente bebe café, comemos bolinhos e ... falamos, falamos pelos cotovelos.
Queres sentar-te?

Beijos
Rolando
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

.mais sobre mim

.BlogGincana


.Fevereiro 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28

.posts recentes

. O unicórnio branco

. Nascer de novo

. Noites de lua nova

. Perguntas e Respostas

. Roby, o rei leão

. Onde mora o paraíso?

. Sinais

. Um novo destino

. O profeta

. Ele e Ela

. As doze badaladas

. O salto da alma nua

. O rei morreu... Viva o re...

. Blog Gincana - Novembro

. A dúvida humana

.

. João e o Mestre

. Aniversário

. E depois do adeus

. A pimenta do amor

. O que fazer?

. Sem título

. A mulher invisível

. A escolha dos anjos

. Os amantes

. A Dama do Outono

. Um pedido

. Simplesmente Eugénio

. Carmen Miranda

. A decisão

.arquivos

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

.Os ouvintes das histórias

online

.links

.as minhas fotos

.Nº de Navegadores

Get a free html hit counter here.

.Google

.Quem navega...

Locations of visitors to this page

.Gazeta dos Blogueiros

Gazeta dos Blogueiros
blogs SAPO

.subscrever feeds