Quinta-feira, 26 de Novembro de 2009

A Dama do Outono

 

 

 

Com extremo cuidado, inclinou-se e apanhou do chão mais uma folha.

Amarelo forte, quase alaranjado - e perfeita, de recortes simétricos, bem delineados, ainda brilhante e com um pé viçoso.

Na mão esquerda, já segurava outras três folhas, idênticas na forma e na perfeição dos traços, mas de tonalidades mais escuras, laranjas quase castanhos.

Afinal… eram essas as tonalidades do Outono.

 

Deslizou sobre o chão atapetado de folhas caídas, o longo manto a segui-la. Algumas aves mais afoitas pousavam no caminho, na esperança de alimento deixado a descoberto pelas folhas, levadas pelo vento. E a dama do Outono prosseguia imperturbável a sua demanda, na busca de mais algumas folhas.

 

O que procurava ela?

 

Algures num recanto que só ela conhecia, muitas outras folhas esperavam pacientemente por todas as que a dama recolhia agora. E da forma costumeira, ela levá-las-ia para junto das outras e voltaria a reordená-las tonas, numa fileira imensa de folhas, meticulosamente ordenadas do amarelo mais claro - quase branco - ao mais escuro dos castanhos, na panóplia das cores do Outono. Era essa a sua estranha, misteriosa missão, ao serviço dos senhores do tempo.

 

Em breve, teria todas as tonalidades possíveis. Um par de marcas vazias, aqui e ali espalhados pela fileira de folhas, anunciavam os locais exactos das folhas que ela ainda necessitaria de recolher, naquele mesmo dia, no dia seguinte, ou na semana seguinte.

Afinal de contas… o tempo não era ali a causa das coisas, simplesmente a consequência. Quando a sua fileira de folhas estivesse completa, levá-la-ia aos senhores do tempo e só então, nesse mesmo dia e não num outro qualquer, se daria por terminado o Outono e começaria o inverno.

 

E ela, a dama do Outono, poderia descansar novamente, durante longos meses, até a sua irmã do verão lhe passar o fardo das estações, no eterno ciclo das cores, da água, do vento, do frio e da neva.

Mas isso… seria depois.

Hoje, naquele dia presente… tinha esperanças de ainda encontrar pelo menos mais uma folha, para acrescentar à sua fileira do Outono.

 

 

 

 

 

 

publicado por entremares às 09:43
link do post | comentar | ver comentários (7) | favorito
|

.mais sobre mim

.BlogGincana


.Fevereiro 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28

.posts recentes

. A Dama do Outono

.arquivos

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

.Os ouvintes das histórias

online

.links

.as minhas fotos

.Nº de Navegadores

Get a free html hit counter here.

.Google

.Quem navega...

Locations of visitors to this page

.Gazeta dos Blogueiros

Gazeta dos Blogueiros
blogs SAPO

.subscrever feeds