Quinta-feira, 26 de Fevereiro de 2009

Marido e Mulher

 

 

Ele:    Podes passar-me o sal, por favor ?
Ela:    Porque não o apanhas tu?
Ele:    … Está do teu lado da mesa, não está ? Só por isso…
Ela:    Não, está do teu lado.
Ele:    Precisas de ser sempre assim tão teimosa ?
Ela:    Não estou a ser teimosa. Tu é que estás a ser preguiçoso…
Ele:    Eu, preguiçoso ? Se é coisa que não sou… é preguiçoso.
Ela:    És preguiçoso… e muito. Isto foi um bom exemplo.
Ele:    Essa agora… só por te ter pedido para me alcançar o saleiro ?
Ela:    Não… por teres preguiça de te levantar da cadeira para o apanhar…
Ele:    Ah….
Ela:    Ah… o quê ?
Ele:    Ah… que eu afinal tinha razão. Tu própria me estás a dar razão.
Ela:    Não estou nada.
Ele:    Se acabaste de reconhecer que eu precisava de me levantar…
Ela:    Olha só… então e eu não precisaria de me levantar, querem ver ?
Ele:    Mas está mais perto de ti…
Ela:    Lá estás tu outra vez… é a mesma coisa com a cama, não é ?
Ele:    Com a cama ? Qual é o problema com a cama ?
Ela:    É só outro exemplo da tua preguiça, é o que é…
Ele:    Como assim ?
Ela:    Quem é que apaga sempre a luz, quem é ?
Ele:    És tu, claro. Mas o que tem isso a ver com o assunto ?
Ela:    Tudo, claro que tem tudo a ver.
Ele:    Não percebi.
Ela:    Onde é que está o candeeiro ?
Ele:    Na tua mesinha de cabeceira, claro.
Ela:    E porque é que está na minha mesinha de cabeceira ?
Ele:    Porque tu o puseste lá, suponho…
Ela:    Ah…
Ele:    Ah… o quê ?
Ela:    Aí está mais um exemplo perfeito da tua preguiça…
Ele:    O que tem o candeeiro a ver com a minha preguiça ?
Ela:    Porque é que não quiseste o candeeiro na tua mesa de cabeceira ?
Ele:    Porque não o uso.
Ela:    Ora aí está… e porque é que não o usas ?
Ele:    Porque não preciso dele. Se és tu que apagas sempre a luz…
Ela:    Estás a ser irritante…
Ele:    Não estou nada… tu é que continuas teimosa… como sempre
Ela:    Pois… eu é que tenho sempre a culpa de tudo…
Ele:    Às vezes, tens…
Ela:    Devias olhar para ti próprio…
Ele:    Agora és tu que estás a ser desagradável…
Ela:    Pois estou… é para tu perceberes a sensação…
Ele:    Olha… o que eu estou a perceber é que ainda preciso do sal…
Ela:    Podes vir buscá-lo… A escrava hoje está de folga…
Ele:    Posso repetir-te … que está na tua metade da mesa ?
Ela:    Essa agora… na minha metade. Já a mediste ?
Ele:    Claro que não, nem preciso, essa agora…
Ela:    Então vamos já tirar as teimas…
Ele:    Como assim ?
Ela:    Medimos a mesa e já descobrimos em que metade está o saleiro…
Ele:    Finalmente, uma boa ideia.
Ela:    Ao menos, concordamos nalguma coisa…
Ele:    Claro que sim… afinal casámos, não foi ?
Ela:    Pois… vamos lá medir a mesa. Vai lá buscar a fita…
Ele:    Essa agora… Porque não a vais buscar tu ?
 
 
Para a paz de espírito de todos nós, informo-vos que o nosso simpático casal ainda está a debater o assunto e… a comida já arrefeceu.

 

publicado por entremares às 12:52
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
|

.mais sobre mim

.BlogGincana


.Fevereiro 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28

.posts recentes

. Marido e Mulher

.arquivos

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

.Os ouvintes das histórias

online

.links

.as minhas fotos

.Nº de Navegadores

Get a free html hit counter here.

.Google

.Quem navega...

Locations of visitors to this page

.Gazeta dos Blogueiros

Gazeta dos Blogueiros
blogs SAPO

.subscrever feeds