Quarta-feira, 9 de Dezembro de 2009

A dúvida humana

 

- Sim... diz-me, o que pretendes de mim?
- Deus... eu tenho uma dúvida... uma dúvida que me está a atormentar... a destruir...
- Sim? E qual é a tua dúvida, que tanto te preocupa?
- Deus... tu não sabes?
- Eu? Porque haveria eu de conhecer as tuas dúvidas?
- Porque tu és Deus... e Deus sabe tudo...
- Não... explicaram-te mal, certamente. Eu não sei tudo. Criei tudo... mas não quer dizer que saiba tudo...
- Deus... eu tenho uma dúvida... sobre o amor...
- Oh, não, outra vez? Mas vocês só me vêm perguntar coisas sobre isso, sobre o amor? Não podem perguntar nada mais interessante, como quem vos criou, ou o que existe depois da morte, ou até qual o vosso destino? Tem que ser sempre sobre o amor?
- Deus... é que estou sofrendo com esta dúvida...
- Sim, sim, sim... já sei... aliás, ela já aqui veio exactamente com a mesma pergunta...
- Ela? Quem é ela?
- Não, nada, nada, esquece... estava pensando noutra coisa... mas diz lá... qual é a tua dúvida, pode saber-se?
- Deus... eu tenho... eu tenho certezas sobre quase tudo... tenho argumentos para quase tudo, tenho razão em quase tudo... mas não sou feliz.
- Sério? Por um momento, pensei que me estavas a querer tirar o lugar, com essas certezas todas, com essas verdades todas... e mesmo assim, com toda essa tua bagagem de sabedoria, dizes-me que... não és feliz?
- Sim, Deus... não estou feliz... porque tudo isso me está a afastar da pessoa que é a minha verdadeira felicidade...
- Interessante, sem dúvida... mas ainda não me disseste verdadeiramente qual é a tua dúvida...
- A minha dúvida? A minha dúvida é... o que devo eu fazer, Deus? Perder todas estas certezas, questionar tudo o que sei, tudo o que aprendi... ou ouvir simplesmente o coração?
- E isso, dizes tu... é uma dúvida?
- Sim, Deus... não sei como proceder para recuperar a felicidade que sinto a fugir, como o ar que respiro...
- A resposta é fácil... e não me importo nada de a dar... apesar de estranhar que tu mesmo, com essa bagagem imensa de sabedoria... não a tenhas descoberto sozinho.
- ...
- A resposta começa com uma pergunta. Vieste aqui pedir a minha ajuda, não foi?
- Sim, Deus... vim.
- E porque vieste?
- Porque vim? Porque... porque o meu coração me disse que era a ti que devia pedir ajuda...
- Ah...
- Como assim, ah? Deus... eu estou mesmo desesperado, preciso da tua ajuda...
- Sim... e a resposta que procuras é essa. Segue o teu coração. Ele sabe a resposta.
- ...
 
( Segundos depois )
 
- Ah, a propósito... antes que vás embora...
- Sim, Deus?
- Ela veio perguntar-me a mesma coisa, só para saberes... e também só para saberes... dei-lhe a mesma resposta que te estou a dar a ti...
 
 

 

tags:
publicado por entremares às 12:35
link do post | comentar | favorito
|
16 comentários:
De entremares a 9 de Dezembro de 2009 às 12:39
Meu caro entremares...

Nunca comentei no teu blog... mas hoje não resisto, tenho mesmo que te fazer uma pergunta.

Tu acreditas mesmo nisso tudo que escreves... ou só te delicias com as palavras?

Um abraço.
Rolando
De entremares a 9 de Dezembro de 2009 às 12:41
Olá, Rolando...

Olha, para te ser sincero... acredito, sim, acredito mesmo. Posso não conseguir pôr tudo em prática, mas fico a pensar no assunto...

E ainda te digo mais.... o que é mais importante para ti, é a mensagem ... ou o mensageiro?

Um abraço, Rolando.
Volta quando quiseres.
entremares
De Rosinda a 9 de Dezembro de 2009 às 13:45
Rolando, poderia dizer-lhe muitas coisas, no coração não se manda, deixa falar a vóz do coração etc.
Mas vou deixar uma simples frase de origem Africana:
....Você não pode construir uma casa para o verão do ano passado...
Fique bem...
De entremares a 9 de Dezembro de 2009 às 16:35
Olá Onix.

Interessante, essa frase de origem africana. E é verdade que em muitas ocasiões, as pessoas constroem imagens, e ficam a acreditar que essa é a realidade.

Fica bem.
Rolando
De libel a 9 de Dezembro de 2009 às 15:33
"ALGUNS MOTIVOS PELOS QUAIS O HOMEM SE DERRETE PELA AMADA:

1- O cheirinho dela é sempre gostoso, mesmo que seja só xampu.
2- O jeitinho que ela tem de sempre encontrar o lugarzinho certo em teu ombro.
3- A facilidade com a qual cabe em teus braços.
4- O jeito que tem de te beijar e, de repente, fazer o mundo ficar perfeito.
5-Como é encantadora quando come.
6-Ela leva horas para se vestir, mas no final vale a pena.
7- Porque está sempre quentinha, mesmo que esteja fazendo trinta graus abaixo de zero lá fora.
8-Como sempre fica bonita, mesmo de jeans com camiseta e rabo-de-cavalo.
9-Aquele jeitinho sutil de pedir um elogio.
10- Como fica linda quando discute.
11- O modo que tem de sempre encontrar a tua mão.
12- O brilho nos olhos quando sorri.
13- Ouvir a mensagem dela no telemóvel logo depois de uma briga horrível.
14- O jeito que tem de dizer "Não vamos brigar mais, não.."
15- A ternura com que te beija quando lhe fazes uma delicadeza.
16- O modo de te beijar quando dizes "eu te amo".
17- Pensando bem, só o modo de te beijar já basta.
18- O modo que tem de se atirar em teus braços quando chora.
19- O jeito de pedir desculpas por ter chorado por alguma bobagem.
20- O fato de te dar um tapa achando que vai doer.
21- O modo com que pede perdão quando o tapa dói mesmo (embora jamais admitamos que doeu).
22- O jeitinho de dizer "estou com saudades".
23- As saudades que sentes dela.
24- A maneira que suas lágrimas tem de te fazer querer mudar o mundo para que mais nada lhe cause dor.

E agora....ainda tens dúvidas??..Se sentes tudo isso, segue o teu coração, pois ele não sente dúvida alguma...

Beijokas Rolando
De entremares a 9 de Dezembro de 2009 às 16:37
Libel...

Bela enciclopédia de coisas deliciosas que aqui deixaste... deixa-me digerir bem esta refeição de motivos... e depois te contarei de minha justiça...

Beijos
Rolando
De Sara a 9 de Dezembro de 2009 às 15:58
Tantas dúvidas... hmmm, caso complicado! Apenas imaginacao ou auto-retrato?

Nao sei o que te diga, se procuras um conselho ou nao... apenas te posso dizer como amiga: por vezes só nos apercebemos do quanto somos ou eramos felizes a partir do momento em que perdemos algo ou alguém!

Tem um resto de dia feliz :)

Beijo
De entremares a 9 de Dezembro de 2009 às 16:38
Oi, Sara...

Mensagem ou Mensageiro?
Real ou ficção?

Não é bom quando cada um sabe interiormente, para si mesmo... até que ponto "encaixa" nesta dúvida humana?

Beijos.
Rolando
De Lis a 9 de Dezembro de 2009 às 18:23
Procuraste um ótimo conselheiro - Deus.
Alguns céticos dizem que nao, mas Ele costuma dar respostas.Muitas vezes nas entrelinhas do destino, há sempre uma luzinha no final d túnel.
E o coração, é ele mesmo quem tem posse do mais profundo sentimento sobre o amor. Vai lá , faz o que ele manda!
Beijinhos, Rolando
De entremares a 9 de Dezembro de 2009 às 19:35
Vou sim, Lis, vou mesmo.

E se o "entremares" servir para algo... então que sirva para passar essa mensagem também.

Sigam o coração. Sempre.

Beijos.
Rolando
De Existe um Olhar a 9 de Dezembro de 2009 às 21:43
Olá Rolando
Pelo que sei, pelo que a vida me tem ensinado, posso garantir-te que "Ele" nunca se engana e isso de Ele dizer para seguires o teu coração, é bem verdade, aliás tu já sabias...quiseste confirmar foi?
Nem sempre as respostas vêm na altura que mais desejamos, mas no momento certo... e o momento certo é aquele em que tudo se harmoniza para tudo se concretize de forma a ninguém saia magoado.
Tenho a certeza que "Ele" vai mexer os cordelinhos,para que o Amor vença todas as barreiras.
Depois dizes-me se é ou não verdade..sim?

Beijos
Manu
De entremares a 9 de Dezembro de 2009 às 22:39
Oi, Manu...

Sim, direi.
Há sempre um momento certo para tudo...

Beijos,
Rolando
De Luísa a 9 de Dezembro de 2009 às 22:20
Sei que Ele existe, sim!
...e se me puser a olhar para todas as coinicidências passadas na minha vida, tenho a certeza que elas foram apenas as mãos d´Ele na minha vida!

Beijinho terno!Mais uma maginifica história convidativa à introspecção.
A das pétalas, posso publicar, por favor?ADOREI!
De entremares a 9 de Dezembro de 2009 às 22:38
Luisa...
nem precisas perguntar, tenho todo o gosto.

Beijos.
Rolando
De Catiaho a 9 de Dezembro de 2009 às 23:45
Lindo espaço...
lindo post.
Bom pra refleir.
Volto pra comentar com calma.
Vou adorar se passar no meu blog.
Bjins entre sonhos e delírios
De julieta barbosa a 10 de Dezembro de 2009 às 02:30
Querido Amigo,

Esse teu coração de poeta está a te pregar uma peça. Como assim, o encantador de palavras, tem dúvidas? Jogue-as para o alto! Ouve a canção do teu desejo! Ele é a tua bússola. Espero que tenhas uma ótima viagem rumo à felicidade. Bjs

Comentar post

.mais sobre mim

.BlogGincana


.Fevereiro 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28

.posts recentes

. O unicórnio branco

. Nascer de novo

. Noites de lua nova

. Perguntas e Respostas

. Roby, o rei leão

. Onde mora o paraíso?

. Sinais

. Um novo destino

. O profeta

. Ele e Ela

. As doze badaladas

. O salto da alma nua

. O rei morreu... Viva o re...

. Blog Gincana - Novembro

. A dúvida humana

.

. João e o Mestre

. Aniversário

. E depois do adeus

. A pimenta do amor

. O que fazer?

. Sem título

. A mulher invisível

. A escolha dos anjos

. Os amantes

. A Dama do Outono

. Um pedido

. Simplesmente Eugénio

. Carmen Miranda

. A decisão

.arquivos

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

.Os ouvintes das histórias

online

.links

.as minhas fotos

.Nº de Navegadores

Get a free html hit counter here.

.Google

.Quem navega...

Locations of visitors to this page

.Gazeta dos Blogueiros

Gazeta dos Blogueiros
blogs SAPO

.subscrever feeds