Quarta-feira, 25 de Novembro de 2009

Um pedido

 

 

 

Pela varanda, podia ver o mar.

O mar... tantas e tantas vezes fonte de inspiração, de alento, refúgio seguro de uma praia deserta.

O silêncio reinava ainda, mal interrompido pela algazarra matinal dos pássaros. Olhou sobre o ombro, a porta do quarto entreaberta. Ela dormia.

Uma longa madeixa de cabelos ocultava-lhe os olhos, os braços e o corpo abandonados sobre os lençóis numa posição de entrega, voluptuosa, sedutora.

Ele, por tantas vezes poeta, não conseguia dar à luz naquele momento uma única estrofe, um único verso.

Sentia-se feliz, e não conseguia colocar sobre o papel essa mesma felicidade.

 

- Porque não voltas para aqui?

Olhou de novo. Ela fitava-o, meia sorriso, meia súplica.

- Julgava que ainda dormias... estava aqui a tentar escrever algo...

Ela remexeu-se sob os lençóis.

- Eu vi, quando me olhaste...

 

Pousou a folha de papel sobre o grande cadeirão, virado de frente para o mar.

- Ias oferecer-me um poema... pela manhã?

Ele aquiesceu, algo inconformado.

- Nem sempre a inspiração surge... quando queremos dizer algo... e hoje queria mesmo dizer-te algo...

- Algo importante?

Ele concordou de novo.

- Ia fazer-te uma pergunta... uma daquelas perguntas dificeis, com consequências para o futuro... um pedido...

Ela entreabriu os lençóis e a pele branca assomou à superfície.

 

- Vem... - disse finalmente - vem, e se quiseres, faz a pergunta, faz o pedido... mas se quiseres... até posso responder-te já...

- Podes? Se ainda nem imaginas o que te quero pedir...

 

Ela afastou os cabelos dos olhos e um sorriso de garota rebelde iluminou-lhe os olhos escuros.

 

- Sei sim, amor... sei sim. E a a resposta é... sim. Eu caso contigo, eu fico contigo, eu vou contigo até ao fim do mundo...

 

publicado por entremares às 10:46
link do post | comentar | favorito
|
25 comentários:
De Óscarito a 25 de Novembro de 2009 às 18:28
Há ocasiões e situações onde perguntar não é preciso.
Basta um olhar...

Abraço/Óscar.
De entremares a 26 de Novembro de 2009 às 00:42
Meu caro Óscar...

Verdade, super verdade.
Um olhar, um silêncio cúmplice.
Um sorriso.

Para quê mais?

Um grande abraço
Rolando

Comentar post

.mais sobre mim

.BlogGincana


.Fevereiro 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28

.posts recentes

. O unicórnio branco

. Nascer de novo

. Noites de lua nova

. Perguntas e Respostas

. Roby, o rei leão

. Onde mora o paraíso?

. Sinais

. Um novo destino

. O profeta

. Ele e Ela

. As doze badaladas

. O salto da alma nua

. O rei morreu... Viva o re...

. Blog Gincana - Novembro

. A dúvida humana

.

. João e o Mestre

. Aniversário

. E depois do adeus

. A pimenta do amor

. O que fazer?

. Sem título

. A mulher invisível

. A escolha dos anjos

. Os amantes

. A Dama do Outono

. Um pedido

. Simplesmente Eugénio

. Carmen Miranda

. A decisão

.arquivos

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

.Os ouvintes das histórias

online

.links

.as minhas fotos

.Nº de Navegadores

Get a free html hit counter here.

.Google

.Quem navega...

Locations of visitors to this page

.Gazeta dos Blogueiros

Gazeta dos Blogueiros
blogs SAPO

.subscrever feeds