Domingo, 27 de Setembro de 2009

Saudades do mar...

 

 

A garrafa verde escorregou-lhe das mãos. Lisa, muito polida, reluzente.
- A garrafa ideal – pensou
Sentou-se no cimo da duna, virado para o mar.
O céu azul confundia-se na linha do horizonte com a mancha escura das águas. Apesar do sol quente de Setembro, a praia estava deserta, as águas geladas, os veraneantes já regressados a casa. As conchas, os búzios, os mexilhões, podiam sair de novo tranquilos pela maré, reis e senhores do espaço que sempre fora seu.
Com a mão em concha, dedicou-se a ver deslizar a areia seca pelo gargalo da garrafa, como se de uma ampulheta se tratasse. Pelo meio, atirou lá para dentro algumas conchas minúsculas, que ficaram a brilhar, reflectindo o sol no vidro polido.
Um pensamento atrevido bailou-lhe no olhar e deixou-se rir. Iria valer a pena.
Só de pensar…
 
- Já vou, já vou…
Apertou o roupão caqui e desceu as escada aos tropeções. Sábado de manhã. Um dia sagrado. Será que a campainha da porta não deveria adivinhar que era sábado de manhã e, pura e simplesmente, não tocar?
Não… decididamente, não.
Quem seria, a uma hora daquelas?
 
Abriu a porta e a claridade cegou-a momentaneamente.
- Encomenda para a senhorita Sara…
O moço das entregas, todo aprumado na sua farda azul e cinzenta, esticava o braço, um pacote pequeno, cravejado de selos.
- Uma encomenda? Para mim?
Ele passou-lhe o recibo para assinar e entregou-lhe o pequeno pacote, pouco maior que um pacote de leite.
- Está bem, está bem… desde que não seja…
Levou-o ao ouvido, meio a sério, meio a brincar. Não… não fazia tic-tac… portanto, podia respirar aliviada.
 
Atirou-se para cima do sofá, mordida pela curiosidade. Ao invés de tentar ler o nome do remetente, atirou-se com energia a desfazer o cartão da encomenda. No interior, muitas tiras de papel, pedaços de plástico, bolinhas de ar… e uma garrafa. Uma garrafa verde.
Ficou a olhar para a garrafa.
Areia? Seria areia, aquilo no seu interior?
Foi então que reparou na pequena folha de papel, caída sobre o tapete da sala. Nem reparara nela, na excitação de abrir o pequeno pacote.
Desdobrou-a, numa curiosidade incontida.
 
“ Não é bem o mar… só um punhado de areia, para matar a saudade”
 
Retirou a rolha e entornou um pouco do precioso conteúdo sobre as mãos. Que saudades daquela sensação, dos minúsculos grãos de areia a rolar sobre a pele. Ainda cheiravam a mar.
Fechou os olhos e deixou-se estar ali sentada, por muito tempo.
Só ela… e o mar.
 
Nota: Dedicado à nossa amiga Sara, aqui sempre sentada à volta da fogueira…. E que em Munique, Alemanha, sente saudades do seu mar.
Sara ( http://sara-boulevardofbrokendreams.blogspot.com/ ) os teus amigos aqui do entremares mandam-te abraços, beijos … e uma garrafa de areia, para atenuar a saudade.

 

publicado por entremares às 00:11
link do post | comentar | favorito
|
22 comentários:
De Existe um Olhar a 27 de Setembro de 2009 às 00:51
Olá Rolando
Cabe dentro da garrafa mais um bocadinho de areia da minha praia?
Se não for possível escreve um bilhetinho a dizer que a Manu lhe manda um beijinho com cheirinho a maresia.
"Beijinhos para ti Sara"

Beijos
Manu

De entremares a 27 de Setembro de 2009 às 01:04
Oi, Manu...
Então não haveria de caber?

AVISO À NAVEGAÇÃO.
SARA, OUVISTE BEM? A MANU ( que tem uma praia à porta de casa, sortuda ) MANDA-TE AREIA E MUITOS BEIJOS.

Saudades do mar... saudades de casa.

Beijos, Manu
Rolando
De marta a 27 de Setembro de 2009 às 01:46
que bonito, Rolando, mais uma vez :)

se todos nos juntarmos ao teu gesto, a Sara vai receber uma onda de cada mar...

enorme, fresca, salgada e cheia de sonhos...

beijo
De entremares a 27 de Setembro de 2009 às 13:16
Oi, Marta...

Achei que todos precisamos desta ONDA, essa é a palavra certa... é verdade.

Hoje pela Sara, amanhã por cada um de nós. Amizade. Para vender as saudades.

Beijos
Rolando
De Deusa a 27 de Setembro de 2009 às 02:53
Adorei a colocação que vc fez
Realmente quem se acostuma com ele por perto dificilmente será feliz longe dele !
Parabens Rolando
Perfume do Mar pra Sara !
De entremares a 27 de Setembro de 2009 às 13:17
Oi, Deusa...

Tu és uma felizarda, não é? O mar por baixo da janela, é só abrir e deixar entrar...

Beijos.
Rolando
De DyDa/Flordeliz a 27 de Setembro de 2009 às 12:40
Mas que bela dedicatória. Claro que a Sara guardará em sítio especial este gesto. O mar e os grãos de areia chegarão até Munique atenuando as saudades e fazendo o olhar dela brilhar.
Os meus brilharam e eu não conheço nem um nem outro.
Parabéns a ti Rolando e um Domingo de Sol feliz.

De entremares a 27 de Setembro de 2009 às 13:22
Oi, Flordeliz

Sabes? Eu também ainda nem te conheço, tal como não conheço a Sara, o Jorge, a Marta, a Selena, a Gislene, o Óscar... a Regina. E tantos, tantos outros...

Mas o certo é que todos nos vamos conhecendo, aqui, neste espaço... e quando no post dos óculos azuis a Sara confessou que sentia saudades do seu mar... pensei que lhe pudessemos enviar um pouco do nosso...

Um domingo de muito sol para ti também.
Beijos
Rolando
De DyDa/Flordeliz a 27 de Setembro de 2009 às 14:06
Sabes, falaste em Óscar e de repente senti saudades do seu café, vou fazer-lhe uma visitinha. Que será feito do nosso "menino"?.


De Regina d'Ávila a 27 de Setembro de 2009 às 13:01
Espera...Já enviou?
Não daria para colocar, também, um pouquinho do nosso calor, da praia carioca, para a querida Sara?
Assim aqueceria também o coração...
Um calor bem gostosinho...bem brasileiro. Com sol e muita alegria.
Como o dia de hoje, aqui no Rio.
Grande beijo para Sara,
E um especial para você.
Regina d’Ávila.
De entremares a 27 de Setembro de 2009 às 13:25
Ah, Regina...

Como a garrafa está ficando pesada, e como é saboroso poder transmitir calor humano e amizade assim, de uma ponta do mundo à outra. Já coloquei aqui um pedacinho de areia morna, muito carioca, para enviar para ela.

Muitos beijos, Regina
Rolando

De Paula Raposo a 27 de Setembro de 2009 às 14:08
Uma ideia brilhante!! Beijinhos
De entremares a 27 de Setembro de 2009 às 14:55
Oi, Paula...

Que bom apareceres...

Um lindo domingo de sol para ti.
Beijos
Rolando
De Sara a 27 de Setembro de 2009 às 16:46
Querido Rolando e Amigos,

Obrigado!!! Pela bela surpresa, pelo Mar, pelo calor e pelo carinho...

Adorei este post , não contava com tal dedicatória e fez sem dúvida os meus olhos brilharem de alegria!!!

Muitos muitos muitos beijinhos para todos Vós,
a vossa Sara
De MARIA a 27 de Setembro de 2009 às 19:06
VIVA Rolando por favor posso mandar aqui da praia do guincho beij. cheios de carinho com a frescura do mar do Guincho, A a brisa da serra de Sintra e um carinho especial de uma Maria que não sabe viver sem Mar...

(Fui SEREIA...LOL) Fiz mergulho que saudades do fundo do MARRRRRRRRRRRR.

:)) Doce carinho
De entremares a 28 de Setembro de 2009 às 10:43
Oi, Maria

Que bom, a água gelado do Guincho para nos fazer companhia ( ai o frio brrrrrrrr )

Fico contente que já estejas mais flor azul...

Beijos
Rolando
De lis a 27 de Setembro de 2009 às 23:03
... Ainda cheguei a tempo de encontrar esse mar que a todos encanta e enviar um punhadinho da areia pra Sara ,incluindo conchinhas de cores variadas representando a bandeira de cada pátria que por aqui navega.
E a voce Rolando vai junto o agradecimento pela delicadeza de cada gesto, todos os dias. Receba também garrafas cheinhas de carinho e muito mar azul.
Abraços
De entremares a 28 de Setembro de 2009 às 10:45
Querida Lis...

Obrigado por todo o carinho que tens depositado aqui, sempre presente à volta desta fogueira... Estou tentando fazer a minha parte e ir retribuindo um pouco do muito que me dão, todos vocês...

Muitos beijos.
Rolando
De Concha-Conceição a 28 de Setembro de 2009 às 02:47
..., sei que a Sara já se deitou na areia, e sonhou com o sol e o calor de Portugal.
Um abraço.

De entremares a 28 de Setembro de 2009 às 10:46
Olá Concha...

É... sabe sempre bem voltarmos ao mar donde partimos, não é mesmo?

Beijos
Rolando

Comentar post

.mais sobre mim

.BlogGincana


.Fevereiro 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28

.posts recentes

. O unicórnio branco

. Nascer de novo

. Noites de lua nova

. Perguntas e Respostas

. Roby, o rei leão

. Onde mora o paraíso?

. Sinais

. Um novo destino

. O profeta

. Ele e Ela

. As doze badaladas

. O salto da alma nua

. O rei morreu... Viva o re...

. Blog Gincana - Novembro

. A dúvida humana

.

. João e o Mestre

. Aniversário

. E depois do adeus

. A pimenta do amor

. O que fazer?

. Sem título

. A mulher invisível

. A escolha dos anjos

. Os amantes

. A Dama do Outono

. Um pedido

. Simplesmente Eugénio

. Carmen Miranda

. A decisão

.arquivos

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

.Os ouvintes das histórias

online

.links

.as minhas fotos

.Nº de Navegadores

Get a free html hit counter here.

.Google

.Quem navega...

Locations of visitors to this page

.Gazeta dos Blogueiros

Gazeta dos Blogueiros
blogs SAPO

.subscrever feeds