Segunda-feira, 13 de Julho de 2009

A improvável certeza do futuro...

 

 

- Luís… tem que estar com mais atenção… assim vai perder o jogo…
 
O pequeno Luís ergueu a mão, como se fosse protestar. Mas de que adiantava ? A mãe era uma jogadora terrível, impiedosa mesmo. Utilizava sempre aquelas tácticas com nomes estranhos – a abertura francesa, a defesa russa – e fosse lá como fosse, conseguia sempre vencê-lo, com a maior das facilidades, em poucas jogadas…
- Mas a mãe ganha sempre – protestou ele – eu ainda nunca lhe consegui ganhar…
- Não conseguiu… porque não está concentrado. Nota-se perfeitamente que está com o espírito algures… muito longe daqui…
- Mas eu não gosto de xadrez…
- Claro que gosta – e a mãe dedicou-lhe um sorriso meigo – só talvez ainda não tenha descoberto que gosta…
- Não gosto, não… a sério que não gosto… prefiro ir visitar o mestre Bernardo, para ouvir as histórias que ele trouxe do Oriente…
A mãe continuou a arrumar as peças do jogo.
- O mestre Bernardo influencia-o demasiado, meu menino… e já devia saber que não deve acreditar em tudo o que ele diz… o mestre Bernardo tem alma de poeta, e já sabe como são os poetas…
- Mas, minha mãe… já imaginou como será … aquele mundo estranho, que o mestre Bernardo já viu? Ele contou-lhe aquela aventura em Goa, quando o capitão…
- Não, não e não – a mãe decidira colocar um ponto final no assunto. – O Luís já vai sendo crescido, dentro em breve irá começar as lições de armas e eu não quero que desperdice o seu tempo a ouvir as divagações do velho Bernardo…
- Mas, minha mãe…
- Luís !
- Sim, mãe…
- Luís Vaz de Camões, não insista comigo. A poesia nunca fez ninguém rico ou famoso. Dê ouvidos à sua mãe, que muito o estima.
Fez uma leve pausa.
- E agora… é a sua vez. Vá, vamos jogar mais uma partida. Precisamos de melhorar essa sua concentração…

 

publicado por entremares às 21:16
link do post | comentar | favorito
|
9 comentários:
De GiGi a 13 de Julho de 2009 às 21:34
Pois é...

Nestes tempos, tenho pensado exatamente nisto: nem sempre necessitamos de incentivo para conseguir ser o que sonhamos. E, nem sempre precisamos desistir quando algo há que nos desanime....

Ótima estória!

Beijos!
De entremares a 13 de Julho de 2009 às 21:54
Obrigado, Gigi...
Quantas pequenos futuros génios não termos por aí, anónimos e a desistir, encolhidos a um canto ?

Só porque ninguém acreditou neles...

Beijos.
De xana a 13 de Julho de 2009 às 23:48
Assim sendo, já percebi que dos meus devaneios calcados por pés esquerdos nunca sairá fama.! Não enquanto viver pelo menos. Parece que para se ter fama é preciso morrer primeiro, e isso eu espero que esteja muito looooonge. ;)
De Jorge Soares a 14 de Julho de 2009 às 00:07
E achávamos nós que as mães tinham sempre razão...
o que vale é que há sempre espaço para sonhar.. bem haja pelo pequeno Luís e os seus sonhos.

Abraço
Jorge
De Sara a 14 de Julho de 2009 às 03:19
È triste quando os Pais ou quem quer que seja teimam em decidir o futuro/ gostos das crianças !... E teimam, teimam, teimam para que eles gostem façam ou queiram fazer/ser aquilo que eles sempre desejaram e nunca conseguiram!

Se por vezes se ouvisse um pouco mais o que os petizes nos querem transmitir... haveria talvez mais pessoas satisfeitas e "realizadas" neste Mundo.

Beijo
De Najla a 14 de Julho de 2009 às 14:22
Quantas crianças iguais ao Luís Vaz de Camões não existem por aí, em que deixam de sonhar o seu próprio sonho, para viver um sonho dos seus pais?!? Quantas crianças não deixarão de seguir as suas próprias vontades, para seguirem as vontades e ideiais dos progenitores?

Um beijo
De Loira a 14 de Julho de 2009 às 17:34
e ainda bem que continuou a gostar de histórias e estórias... :)
De escrevo palavras e choro poemas a 14 de Julho de 2009 às 18:49
Muito gostoso de ler suas histo´ria!
queria saber se vc pode me ajudar? to com probleminha no meu blog sempre aparece q a ultima postagem foi a 10 meses atrz, sabe como eu reparo isso!? se suber deixar um comntario me informando ta? brigada! bj*
De josielda a 10 de Fevereiro de 2013 às 00:23
Voce escreve muito bem estou adorando seus textos espero que voce continue assim

Comentar post

.mais sobre mim

.BlogGincana


.Fevereiro 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28

.posts recentes

. O unicórnio branco

. Nascer de novo

. Noites de lua nova

. Perguntas e Respostas

. Roby, o rei leão

. Onde mora o paraíso?

. Sinais

. Um novo destino

. O profeta

. Ele e Ela

. As doze badaladas

. O salto da alma nua

. O rei morreu... Viva o re...

. Blog Gincana - Novembro

. A dúvida humana

.

. João e o Mestre

. Aniversário

. E depois do adeus

. A pimenta do amor

. O que fazer?

. Sem título

. A mulher invisível

. A escolha dos anjos

. Os amantes

. A Dama do Outono

. Um pedido

. Simplesmente Eugénio

. Carmen Miranda

. A decisão

.arquivos

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

.Os ouvintes das histórias

online

.links

.as minhas fotos

.Nº de Navegadores

Get a free html hit counter here.

.Google

.Quem navega...

Locations of visitors to this page

.Gazeta dos Blogueiros

Gazeta dos Blogueiros
blogs SAPO

.subscrever feeds