Sábado, 21 de Março de 2009

O cartão de crédito

 

 

- Reparaste no preço? Não é uma autêntica pechincha ?
- Manel... não temos dinheiro.
- Eu sei, Maria, eu sei... mas repara, plasmas a este preço... nem na China...
- Da China vêm eles todos Manel... e olha, vamos esquecer isso... porque já te disse que não temos dinheiro...
- E porque não utilizamos o cartão ?
- O cartão ? Qual cartão ?
- O cartão de crédito, claro... sempre é melhor pagar suavemente...
- Pois... isso dizes tu... eu é que faço sempre as contas ... e nem imaginas os juros que eles cobram...
- ... e ainda por cima, neste fim de semana voltam a passar na televisão aquele filme do Indiana Jones que tu tanto querias ver... já imaginaste.... consegues imaginar ver o filme numa televisão destas ?
- Claro que consigo imaginar... mas é melhor nem passar daí, da minha imaginação...
- Mas não achas que devíamos aproveitar a promoção ? Olha que preços destes não se encontram todos os dias...
- Já te disse que não... e agora anda daí, vem ajudar-me a carregar os garrafões de água..
 
- Já está tudo ?
- Já... só não encontrei aqui aquelas embalagens de cereais ... devem estar esgotadas...
- Queres que vá levando o carrinho até à caixa ?
- ... Já vamos, já vamos... vamos primeiro ali ver os tecidos...
 
- Gostas desta cor, Manel ?
- É bonita.
-... mas aquela, os sofás... e aquela, Manel, o que me dizes daquela ?
- A verde ? Também é bonita.
- E de qual gostas mais ?
- ... Desculpa... não percebi... gosto mais para quê ?
- Para os cortinados da sala... pensei aproveitar o fim de semana para substituir os que lá estão, que já estão bem necessitados de reforma...
- Ah, os cortinados... pois... deixa ver... eu gosto das duas cores...
- Mas não gostas mais desta ... não te parece mais alegre ?
- ...
- Pelo menos, podias fingir uma pinga de entusiasmo...
- Ah... desculpa, estava ainda a pensar... pois bem, gosto da verde... e parece-me que também é a tua preferida...
- Claro que é... é alegre, gosto bastante da textura... acho mesmo que vai ficar um espectáculo, lá na nossa sala...
 
O Manel aproximou-se descontraído do expositor, onde se agrupavam os catálogos e as diferentes amostras dos tecidos e todos os acessórios para a confecção de cortinados, reposteiros, saias de mesa e demais decorações de sala.
- Maria... já viste o preço que está aqui marcado ? Deve ser engano, não achas ?
- Não... acho que o preço é mesmo esse... e olha que não estão nada caros, que a minha mãe quando trocou os da sala... pagou quase o dobro...
- Ah...
- Já apontei aqui a referência... depois só temos que indicar na caixa e eles mesmo vão cortar o tecido... vamos embora ?
- Hum... pois sim... claro, vamos embora...
 
- Maria...
- Diz, Manel...
- Vamos mesmo comprar os tecidos ?
- Claro... só tenho o fim de semana para me atirar à costura... assim aproveitamos, enquanto tu te atiras para o sofá a ver a bola, eu fico por ali a cozer aqui as bainhas dos cortinados...
- Pois... sim, eu percebi.. mas não era isso que te ia perguntar...
- Então, o que era, Manel ?
- ... Bem... nós temos dinheiro para comprar isso... agora ? É que eu ainda não recebi o salário deste mês...
- Eu sei, não te preocupes... vamos pagar com o cartão...
- ...
- ...
- ... Ah... com o cartão de crédito, queres tu dizer ?
- Claro. só temos esse...
- Ah... claro, compreendo...ou melhor, não, não compreendo nada. Então e os juros, e essas coisas todas que ainda há pouco estavas a dizer... como é ?
- Ora... eu sei... lá teremos que fazer mais um pequenino sacrifício... mas são lindos, não são ?
-... Claro que são, Maria, claro que são...  
 
 

 

publicado por entremares às 19:30
link do post | comentar | favorito
|
2 comentários:
De Sónia Pessoa a 21 de Março de 2009 às 22:39
Parabéns pelo espaço! Convido-te a aparecer lá pelo meu cantinho... abraço,
Sónia Pessoa
De mjf a 22 de Março de 2009 às 12:17
Olá!
Mutia gente neste mundo pensa dessa maneira :=)
Por isso estamos neste estado de endividamento;=)
Mas.. coitados eles não têm culpa...são os bancos que dão os cartõpes...são a publicidade que os atrai...pobres ...não tê cabeça nem força própria para pensar...

Beijocas
Bom domingo

Comentar post

.mais sobre mim

.BlogGincana


.Fevereiro 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28

.posts recentes

. O unicórnio branco

. Nascer de novo

. Noites de lua nova

. Perguntas e Respostas

. Roby, o rei leão

. Onde mora o paraíso?

. Sinais

. Um novo destino

. O profeta

. Ele e Ela

. As doze badaladas

. O salto da alma nua

. O rei morreu... Viva o re...

. Blog Gincana - Novembro

. A dúvida humana

.

. João e o Mestre

. Aniversário

. E depois do adeus

. A pimenta do amor

. O que fazer?

. Sem título

. A mulher invisível

. A escolha dos anjos

. Os amantes

. A Dama do Outono

. Um pedido

. Simplesmente Eugénio

. Carmen Miranda

. A decisão

.arquivos

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

.Os ouvintes das histórias

online

.links

.as minhas fotos

.Nº de Navegadores

Get a free html hit counter here.

.Google

.Quem navega...

Locations of visitors to this page

.Gazeta dos Blogueiros

Gazeta dos Blogueiros
blogs SAPO

.subscrever feeds