Quinta-feira, 12 de Março de 2009

Uma declaração de amor

 

- Diz-me se ainda gostas de mim...
- Maria ...
- Sim... eu sei... mas mesmo assim, eu insisto... gostas de mim ?
- Claro que gosto...
- ... e gostas muito ?
- Claro que gosto muito... mas porquê a pergunta ?
- Lembrei-me... e ainda por cima, creio... não... tenho mesmo a certeza que sou sempre eu a falar no assunto...
- ...
- Sou sempre eu que me agarro a ti aos beijos... sou sempre eu que digo que gosto de ti, sou sempre eu que te dou mimos...
- Essa agora... claro que não... eu também te dou beijos.
- .... Dás ? Isso não é dar beijos... tu aceitas os meus beijos, o que é uma coisa completamente diferente... e sou sempre eu a ir ter contigo, tu limitas-te a atirar-te para cima do sofá...
- Estás a ser injusta... quem te ouvir até é capaz de ficar com a impressão de que eu sou assim um mau feitio... ou um mal encarado...
- Então... gostas de mim ?
- ... claro, tu sabes bem que sim...
- Não, não é isso que eu quero ouvir. Eu quero algo mais assim do tipo “ Maria, eu gosto muito de ti, eu adoro-te”... mas tens que dizer isto com sentimento.... com paixão...
- ...
- ... e então ?
- Maria, eu gosto muito de ti, eu adoro-te...
- ...
- Então ? Fui apaixonado ? Já está melhor assim ?
- ... parecias estar a encomendar dois frangos assados para o almoço, a entoação era a mesma... chamas a isso paixão ?
- ... Maria... vá lá... tu sabes que eu nunca tive jeito para isso ... não precisas de insistir tanto, ainda por cima sabendo que te adoro...
- É... tiras o romantismo todo à questão... porque razão não tive direito a uma daquelas declarações de amor tradicionais, ajoelhado e tudo... com um anel de brilhantes na mão ? Porquê ?
- ... mas eu fiz uma...
- Não, não fizeste... essa não conta ... onde é que já se viu ?
- Maria... mas eu declarei-me... até te ofereci uma flor, lembras-te ?
- ...
- ... E depois até te abracei e...
- Se vais continuar... tiro um sapato e vamos ter uma zanga das grandes.... já aqui.
- Maria... mas eu não tive culpa, pois não ?
- Claro que tiveste culpa... então como é que não percebeste a diferença ?
- Maria... como podia eu perceber a diferença ? Vocês são gémeas!
- Mesmo assim...
- Maria... vocês vestiam da mesma maneira, usavam as mesmas roupas, até furaram as orelhas exactamente nos mesmos sítios... como querias que eu percebesse a diferença ?
- Mesmo assim...
- A tua irmã é que te enganou... e a mim... aliás, vocês sempre tiveram essa irritante mania de se meterem comigo...
- ... devias ficar contente... nem sempre as cunhadas são assim tão simpáticas... e mesmo assim, nós somos diferentes, tu sabes disso...
- Sei... agora, mas na altura não sabia. A tatuagem...
- Claro... a tua mulherzinha é ...
- ... a rosa..., sim, eu sei. E a tua irmã é o malmequer. Mas no principio eu não sabia...
- Porque és um tonto... vá... dá-me um beijo...
 
Ele puxou-a para si e desviou-lhe a gola de malha, que lhe pendiam sobre os ombros. Sobre a pele rosada, logo abaixo do pescoço, um belo malmequer amarelo espreitava, tatuado delicadamente.
- Um malmequer ?
Olhou para ela – oh, como detestava aquela sensação de estar a ser enganado – e depois para trás de si, ao abrir da porta.
- Mas tu és a Sofia... – gaguejou ele
 
Junto à porta, Maria ria perdidamente. A irmã soltou-se do abraço e correu para ela.
- É todo teu... – brincou Sofia
 
- Detesto-te – berrou ele, enquanto o rosto ia mudando progressivamente de cor, desde o pálido inicial até a um arroxeado de raiva mal contida - ... Detesto-vos ... às duas.

 

publicado por entremares às 13:15
link do post | comentar | favorito
|
6 comentários:
De R a 12 de Março de 2009 às 14:21
Bem... Motivo mais que suficiente para divórcio com justa causa...

Adoro os seus textos. Sou completamente viciada em leitura, e felizmente a net permite-nos ler textos de tal qualidade gratuitamente.

Se alguma vez os passar para papel avise, será um livro que comprarei com muito gosto.

R
De Jorge Soares a 12 de Março de 2009 às 14:24
Fantástico.

Agora assim de repente... não sei se será uma situação assim tão má!.....

Abraço
Jorge
De Najla a 12 de Março de 2009 às 16:33
Isso foi mauzinho.....eheheheh
Mas este texto trouxe-me muitas recordações....

bjinho
De Óscarito a 12 de Março de 2009 às 21:19
Há sempre um "pato" a ser caçado...
Esta ideia veio-me à lembrança ao ler o teu post.
Quem a disse, há uns anos, foi um daqueles bons malandros do bairro onde eu vivia e cuja profissão era "endrominar" turistas; a dela que não a minha. Nada de confusões!
Gostei muito. Obrigado e um abraço.

ps: não o referi ao responder-te mas ainda venho a tempo de te confirmar que também eu admiro o Mahatma.
De AnaLua a 13 de Março de 2009 às 02:11
Pelo menos ela não será mais corroída por nenhuma dúvida. Antes a o ódio certo que o amor duvidoso.

Obrigada pela visita e comentário no meu blog, gostei muito da tua escrita. Voltarei.

Beijos enluarados!
De Sofia a 13 de Março de 2009 às 10:52
"- Detesto-te – berrou ele, enquanto o rosto ia mudando progressivamente de cor, desde o pálido inicial até a um arroxeado de raiva mal contida - ... Detesto-vos ... às duas." ...
... mas sentiu uma risada no seu interior. Afinal uma rosa e um malmequer, que apesar de serem flores tão diferentes partilham uma enorme complexidade, faziam parte da sua vida, ainda que, uma mais do que outra é certo...

Bjs

Comentar post

.mais sobre mim

.BlogGincana


.Fevereiro 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28

.posts recentes

. O unicórnio branco

. Nascer de novo

. Noites de lua nova

. Perguntas e Respostas

. Roby, o rei leão

. Onde mora o paraíso?

. Sinais

. Um novo destino

. O profeta

. Ele e Ela

. As doze badaladas

. O salto da alma nua

. O rei morreu... Viva o re...

. Blog Gincana - Novembro

. A dúvida humana

.

. João e o Mestre

. Aniversário

. E depois do adeus

. A pimenta do amor

. O que fazer?

. Sem título

. A mulher invisível

. A escolha dos anjos

. Os amantes

. A Dama do Outono

. Um pedido

. Simplesmente Eugénio

. Carmen Miranda

. A decisão

.arquivos

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

.Os ouvintes das histórias

online

.links

.as minhas fotos

.Nº de Navegadores

Get a free html hit counter here.

.Google

.Quem navega...

Locations of visitors to this page

.Gazeta dos Blogueiros

Gazeta dos Blogueiros
blogs SAPO

.subscrever feeds